Não se assuste. Google determina que todos os sites são inseguros.

Também estamos lá
Facebook Twitter Linkedin Pinterest

O Google divulgou que a partir de hoje, com o lançamento da versão 68 do seu navegador Chrome, passará a indicar como inseguro os sites que não são acessados via protocolo HTTPS.

Como anunciado em fevereiro deste ano, a partir da versão 68 do Google Chrome, todos os sites sem criptografia HTTPS serão marcados como inseguros de modo a alertar os seus usuários sobre os riscos envolvidos no acesso a esses sites.

Com a atualização do navegador, será inserido um aviso com os dizeres ‘Não Seguro’ (‘Not Secure’) na barra de endereço em sites HTTP e sem criptografia. A Google diz que a mudança é um “marco” para a segurança do browser.

A próxima atualização de versão do navegador, o Chrome 69, que está agendada para a semana de 2 a 8 de setembro, o navegador vai passar a marcar as páginas seguras, ou seja, os sites HTTPS com um certificado digital válido, com um marcado neutro em vez de um que indique de maneira afirmativa uma página como segura. Ou seja, o Chrome 69 vai abandonar o texto “Seguro” em verde da barra de endereços para os sites HTTPS, mostrando apenas o pequeno ícone de cadeado.

Já na semana de 14 a 20 de outubro, com o lançamento do Chrome 70. Todo site HTTP será marcado com um ícone de inseguro exibindo um pequeno triângulo vermelho e o texto “Não Seguro” na barra de endereços assim que o usuário interagir com qualquer campo de inserção de dados, como uma área para digitar uma senha ou que solicite informações financeiras.

Essa notícia é meio “espectaculosa”. O que na verdade o Google vai fazer, é inverter a lógica. Em vez de indicar que um site é seguro por que está sendo acessado via HTTPS, como vem sendo feito até agora, o Google partir de versão 68 do Chrome, vai passar a indicar que sites acessados sem HTTPS são inseguros, o que não deixa de ser verdade. Mas isso não vai impedir que os sites acessados via HTTP (sem o S) seja acessado. Se você acessar hoje o site do seu banco por exemplo, vai ver na barra de endereço, antes do endereço do seu banco, o ícone de um cadeado fechado e a palavra “Seguro” em verde. Isso por que o site que requer maior segurança nas transações e por isso usam o protocolo HTTPS. O que o Google vai fazer é tirar esta indicação dos sites HTTPS e incluí-la nos sites HTTP, só que com a palavra “Inseguro”. Só isso.

Isso tem a intenção de indicar a uma pessoa que tenho que informar dados confidenciais em um site tome mais cuidado e fique ciente de que as informações possam ser raqueadas. O que já vinha sendo feito, só que com a lógica invertida. Portanto não haverá nenhum motivo para que sites sem HTTPS sejam acessados normalmente. Somente há a necessidade de se ter maior atenção informar algum dados pessoal.

Imagine o caos que seria se essa medida tivesse algum efeito no acesso aos sites HTTP. Se os sites não pudessem ser acessados pelo Chrome! Quantas agências e profissionais teriam que configurar os zilhões de sites que existem hoje no mundo para usar HTTPS! A Internete pararia!

Fonte: Clark Kent, Planeta Diário | http://www.dailyplanet.com

 

Estagiário de TI

Estagiário de TI

Não entende de nada sobre o que escreve. Só está escrevendo para o site porque é o único que tem tempo pra isso.

More Posts